Pinot Gris Branco 2011

Category
Branco
Sobre o Vinho

Esta casta, originária da região da Alsácia e resultante de uma mutação da casta Pinot Noir, é comummente associada a vinhos de características singulares.

Prémios & Menções

16/20 - Revista de Vinhos

De cor amarela ligeiramente dourada. Apresenta suaves tosta, tropicalidade muito atraente, papaia, bom toque vegetal, erva acabada de cortar, espargos verdes, com excelente mineralidade e algumas nuances salinas. Frescura muito viva, o aroma não prevê a boca, muito cheio, volumoso, grande toque sofisticação, um vinho branco único feito com uma casta curiosa para o nosso país. Termina com muito boa persistência.
Clube de Vinhos Portugueses, 18,5/20 pontos
Região

Estremadura – Lourinhã

Colheita

2011

Clima

Atlântico

Solo

Franco-Argiloso e Aluviossolos Modernos

Castas

Pinot Gris

Vinificação

Prensagem suave, defecação estática pelo frio e fermentação temperatura controlada de 15ºC

Longevidade

Por reunir informação

Análise

Alcool 12,5%; pH 3,2 ; Acidez Total 6,4g7l Ác. Tartarico

Cor

Amarelo citrino

Aroma

Frutado com notas de maçã verde e pêra; floral

Paladar

Fresco, com excelente equilíbrio de álcool e acidez e final longo

Conservação

Deitado, a temperatura constante de 17ºC

Consumo

à temperatura de 9ºC

Gastronomia

Recomendado para pasta, peixe e marisco

Descrição

Encontra na Quinta do Rol, fruto da sua proximidade com o mar e consequentes temperaturas moderadas, todos os predicados para o seu bom desenvolvimento.

 

Exprime o desejo e compromisso da Quinta do Rol: a obtenção de vinhos de qualidade superior, pois não obstante sermos sabedores das baixas produtividades registadas na vinha e perante a ausência de certezas absolutas quanto ao seu comportamento, optou – se pela sua produção. Um Pinot Gris Português!

 

Apresenta cor amarela citrina, aroma mineral, floral e frutado, com enfoque sobre as sensações olfactivas que nos remontam à região do Oeste, a pêras e maçãs.

À prova, apresenta – se fresco, mineral, bem estruturado e delicado, com final longo e persistente.

 

Pastas, peixes e mariscos serão óptimas companhias para este vinho, desde que servido frio.

Raro, retumbante e aprimorado, é companhia transversal para todas as estações do ano, para os mais variados momentos: dos íntimos, serenos e delicados, aos rectos, formais e aprumados.

Ficha Técnica